quinta-feira, 9 de abril de 2009

19ª sessão: Ocupação irregular pode ser perigosa

Analisando a decisão da justiça sobre as famílias que ocupam uma área no bairro Ribeirão Fresco, o vereador Fábio Fiedler (DEM) disse não concordar com algumas coisas, especialmente com a alegação de que a Prefeitura não deu alternativas aos participantes do Movimento dos Atingidos pelo Desastre (MAD). “Todos temos direito a moradia, mas temos limitações. Não concordo com a ocupação. Não deve ser este o espírito da reconstrução de Blumenau. Se aceitarmos isso começamos a abrir precedentes perigosos”, discursou nesta quinta-feira.

EXEMPLO
O parlamentar explicou sua colocação com outro exemplo. “Todos nós temos direito a saúde, é constitucional, mas se faltar remédio não podemos pegar na farmácia e sair".Fiedler também apelou aos outros vereadores para que o debate da reconstrução não se torne pequeno.

BRUNO SCHREIBER
A ponte da rua Bruno Schreiber, no bairro Progresso, também esteve na pauta da sessão desta quinta-feira. O vereador garantiu que a emenda do senador Raimundo Colombo continua valendo e que serão liberados mais de R$ 400 mil.

REQUERIMENTOS
Fiedler comunicou ter sido prontamente atendido pelos dirigentes e técnicos do Samae, que o ajudaram a compor um estudo sobre a mudança do cálculo da taxa de lixo. O vereador também manteve contato com dirigentes do Consórcio Siga para discutir o requerimento que prevê a instalação de um leitor de cartão no GNC Cinemas, garantindo a meia entrada para estudantes em eventos culturais e cinemas.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário