terça-feira, 7 de julho de 2009

42ª sessão: Indignação com cartilha

Uma cartilha para usuários de drogas, distribuída pelo Ministério da Saúde, foi alvo de críticas do vereador Fábio Fiedler (DEM) nesta terça-feira, 7.

ABSURDO
O parlamentar considera o conteúdo do livro um absurdo, pois ensina como consumir drogas ilícitas. O Governo Federal tomou essa iniciativa para evitar que os usuários disseminem algumas doenças. Porém, após a publicação, o número de dependentes químicos cresceu. “O Brasil tem uma taxa altamente preocupante de usuários de cocaína, drogas sintéticas como ecstasy e anfetaminas, além de heroína e morfina. No Brasil, de cada 100 estudantes de segundo grau, quase quatro fazem uso destas drogas”, esclareceu.

A CARTILHA
Fiedler leu alguns trechos da cartilha para demonstrar a forma influenciável como foi escrita. “No caso da maconha, desde os anos 60 ficou mais conhecida pelo seu uso recreativo, com o propósito de alterar a consciência. Algumas pessoas sentem-se relaxadas, falam bastante e riem à toa. Já a ação da cocaína no cérebro provoca em muitos a sensação de alerta, cheios de energia, sociáveis e confiantes”.

ILUSTRAÇÕES
A cartilha também contém figuras, que retratam o momento do consumo da droga. A ilustração sobre uso do crack e inalantes é uma das mais chocantes. “A inalação destes produtos inicialmente provoca euforia, caracterizada por cabeça leve, girando, fantasia que parece real”, leu Fiedler.

DIFERENTE
Para o vereador existem outras formas de combate às drogas. “Devemos esclarecer, especialmente aos usuários, como se livrar do vício ou não contrair outras doenças através do uso. Agora, ensinar a população como se usa droga, é uma vergonha para o governo Lula”, disparou.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário