quinta-feira, 3 de novembro de 2011

77ª sessão: Fiedler faz esclarecimentos sobre a tentativa de criar a CPI dos banheiros públicos

Em seu pronunciamento, na sessão ordinária desta quinta-feira (3), o vereador Fábio Fiedler (PSD) falou sobre a tentativa da oposição de criar uma CPI dos banheiros químicos.

TENTATIVA ÀS AVESSAS
Após analisar os documentos apresentados pelo vereador Vanderlei de Oliveira (PT) e buscar informações na Secretaria Municipal de Administração, Fiedler concluiu que “não passa de mais um factóide a tentativa de criar uma CPI, novamente às avessas”. Para o parlamentar, “é uma CPI às avessas porque mais uma vez a oposição reclama que estamos economizando dinheiro na contratação dos banheiros químicos para a Oktoberfest”.

ESCLARECIMENTOS

Fábio esclareceu que o processo licitatório ocorreu e, dentre os requisitos necessários, estava o atestado de capacidade técnica da empresa que ficou em primeiro lugar. “Como está previsto no próprio processo licitatório, a empresa prestou serviço em 2010 e por isso tem a capacidade técnica. Foram dados os prazos legais e ela sanou qualquer tipo de dúvida”, garantiu.

PEDIDO DE CPI

O líder do governo também questionou a forma como o requerimento de CPI foi apresentado pelo petista. “Muito se fala em transparência e dar clareza aos atos, mas o próprio pedido de CPI foi feito sem a documentação necessária. Entregaram um requerimento que começa dizendo que todos os vereadores que subscrevem não têm vergonha de continuarem sendo honestos e éticos, atacando os demais. Não tenho a menor dificuldade em dizer que todos nós, que vamos dar os esclarecimentos necessários, temos o mesmo intuito, e regem o seu trabalho no compromisso baseado neste princípio. Agora, querer economizar 100 mil reais para o erário, não pode ser um ato de desonestidade. As atas de toda tramitação da contratação estão à disposição e mais do que isso, a empresa que ganhou a licitação trabalha de forma idônea. Quando o processo terminou, e secretaria de administração foi ao Tribunal de Contas para fazer uma consulta e receber os esclarecimentos”, disse o parlamentar.

DISPOSIÇÃO PARA TRATAR O ASSUNTO

Por fim, Fiedler reafirmou que está à disposição para tratar as coisas sérias de forma séria. “Não podemos estabelecer aqui anúncio de CPI sem que tenha a clareza do que está se tratando. Para discutir sobre uma contratação que resultou em economia de 100 mil reais para o município, estamos à disposição, não para fazer factóide político”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário