sexta-feira, 16 de março de 2012

Professores rejeitam proposta apresentada pelo governo

Em assembléia na Capital, ontem (15), os professores da rede estadual rejeitaram a proposta apresentada pelo governo na última quarta-feira e decidiram manter o indicativo de greve. O Estado propõe pagar o reajuste de 22%, dado pelo governo federal no piso do magistério, apenas para os profissionais que recebem abaixo de R$ 1.451,00. Enquanto isso, os professores pedem o reajuste para toda a categoria.

A previsão dos docentes é entrar em greve a partir do dia 17 de abril, quando deve haver uma nova assembléia estadual.

Ontem, em Blumenau, em uma das maiores escolas estaduais da cidade, a Escola Professor João Widemann, dos 70 professores, apenas dois vieram trabalhar. Na escola Adolpho Konder a paralisação foi total. No colégio Hercílio Deeke, 80% dos docentes não trabalharam. Já no Luiz Delfino, as aulas também foram parcialmente paralisadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário