quinta-feira, 1 de novembro de 2012

75ª sessão: Fábio fala sobre a lei dos trajes típicos

A polêmica dos trajes típicos na Oktoberfest foi tema do discurso do vereador Fábio Fiedler (PSD), na sessão ordinária desta quinta-feira.


LEI DOS TRAJES TÍPICOS
Para Fiedler, o problema está na interpretação da lei. Em seu paragrafo único, o documento diz: “é considerado traje típico os utilizados pelos clubes de caça e tiro, os grupos que desfilam na Oktoberfest e os grupos folclóricos”. “Só temos agora que qualificar o que é o traje típico. Alguém com suspensório e tênis não está de traje típico”, afirmou.

OBJETIVO DA LEI
A lei, de autoria de do vereador Fábio Fiedler, foi aprovada em 2008, quando o parlamentar foi suplente, e tinha como objetivo valorizar, ampliar e melhorar a visibilidade da cultura alemã na Oktoberfest. “De 2008 pra trás, a cada ano tinha uma questão sobre o traje típico, uma discussão a cada festa. Então, na oportunidade, conseguimos normatizar através de lei. Fizemos isto valorizando as instituições já constituídas. Não é possível fazer uma revogação indiscriminada da lei. A lei simplesmente não foi compreendida”.

DIÁLOGO
Fiedler também destacou que o problema não foi a falta de diálogo. “Já fui inúmeras vezes conversar com o presidente da Vila Germânica, Norberto Mette, para encontrar uma solução. A Oktober não nasceu para dar lucro. Não temos que nos preocupar com a lucratividade, mas sim com a visibilidade que ela traz a nossa cidade, o movimento da economia e a divulgação da cultura germânica. Se tivermos 35% de pessoas com traje típico neste ano, vamos torcer para que nos próximos anos tenhamos mais”.

CONSELHO TUTELAR
Quanto aos problemas do Conselho Tutelar com telefone e internet, como líder do governo, Fábio disse que serão feitos os encaminhamentos necessários até o final do dia. “Como sempre neste governo, a partir do momento que o problema é reconhecido, ele é resolvido”, afirmou.

Assista o pronunciamento aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário