quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

84ª sessão: Fiedler volta a falar sobre a Furb

O vereador Fábio Fiedler (PSD) utilizou a tribuna nesta quinta-feira para falar sobre a Universidade Regional de Blumenau.

SITUAÇÃO DA FURB
Fábio iniciou seu pronunciamento comentando o fato de a Furb ser uma das duas universidades públicas do Brasil que é paga. “Isso acaba inviabilizando muitas possibilidades para a instituição. O governo federal já demonstrou que não tem interesse em ajudar. A verdade é que nunca tivemos a coragem necessária de fazer esta discussão de forma clara”. Por isso, Fiedler acredita que é preciso fazer uma análise sócio-econômica das vagas ofertadas pela instituição. “Temos que oferecer um curso de Medicina para quem não pode pagar, porque depois haverá um retorno para a sociedade pelo trabalho deste profissional. Para isso temos que buscar apoio dos governos, municipal, estadual e federal”, destacou. Para o parlamentar esse deve ser o norte da discussão, independentemente da UFSC ou do Governo Federal: “Não podemos misturar movimentos relacionados”.

BALANÇO
Em outro momento, o líder do governo afirmou que o balanço ao fim de quatro anos foi positivo. “Sei que algumas obras não puderam ser realizadas, pela alta demanda que tivemos, mas isto certamente será entendido pela próxima equipe que assumirá”. Em seu discurso, o vereador Vânio Salm (PT) lamentou obras que não foram feitas no bairro da Velha. “Nem todas puderam ser realizas. Tenho certeza também que vamos continuar cobrando para que sejam realizadas”, explicou.

ELOGIOS
Por fim, Fiedler parabenizou também a todas as entidades que tiveram os seus respectivos representantes discursando na Câmara.

Assista o pronunciamento aqui.

Um comentário:

  1. Acredito que esse assunto, publicamente, já deu o que tinha que dar.

    A FURB, como está, mantém vários projetos juto a comunidade, sabemos que nosso governo não poderá dar "atenção" somente a ela, não podemos correr o risco de perder projetos que beneficiam a sociedade, como o hospital da FURB.

    O IBES, FAE e UNIASSELVI garantem a concorrência e nivelam os preços.

    Minha família nunca teve ou teria condições de pagar uma faculdade para mim, mas isso não me impossibilitou de o fazer. Atualmente sou formado técnico em administração e cursando o 1º semestre da graduação. Por esforço e méritos meus apenas, quem tem vontade consegue.

    Se for para o beneficio da sociedade, esta questão deve continuar, mas de uma maneira mais sensata nas salas de reuniões.


    ResponderExcluir